"Esparguete"de Courgete com Pesto


Ingredientes

1 courgete
1 embalagem de cogumelos  portobello ou outros...
1 dente de alho
Azeite
2 folhas de louro
3 vagens de cardamono ( só as sementes )
Oregãos frescos
 Sal
Pimenta
Gengibre fresco ralado

Num Wok ou num tacho, leve ao lume o azeite com o louro e os dentes de alho picados.
Após alourar ligeiramente, junte os cogumelos cortados e salteie-os mexendo sempre  ( eu não gosto de os saltear muito tempo para não ficarem emborrachados, por isso deixo-os uns três a cinco minutos,  escorro um pouco da água que descarto... )  de seguida,  adicione a courgete, deixar saltear também por uns cinco minutos, ou até menos e entre esse tempo vá mexendo e adicionado os temperos.  O Gengibre ralado, o sal, a pimenta e as sementes do cardamono.
 Rectificar os temperos retirar do lume.
Servir com o molho Pesto.

Molho Pesto

Ingredientes

1/2 chávena de pinhão ou caju ( desta vez utilizei caju é bastante mais barato e fica igualmente bem )
2 dentes de alho
 Um bom molho de folhas de mangericão ( utilizei um vaso inteiro dos que se compram nos supermercados )
1/2 chávena de azeite
3 colheres ( sopa )  de queijo parmesão ralado

Preparação

Juntar todos os ingredientes  ( menos o queijo ) no  liquidificador ou processador  e triturar bem. Após os ingredientes bem ligados, juntar o queijo ralado e triturar mais um pouco.  Está pronto !

Eu faço o molho assim ( ensinado por um italiano ) mas quem desejar o molho menos denso, pode juntar um pouco de água quente ao bater, até obter a consistência desejada.

 Dica _ O molho que sobrar, pode ser conservado no frigorífico num frasco de vidro bem fechado.  No fim de o guardarem, reguem com um fio de azeite e fechem bem o frasco.
Serve para temperar saladas, massas e até arroz. Tb gosto de o comer com tostas :D



Este "esparguete de legumes " já o conseguem comprar  nos supermercados. Eu tenho o espiralizador de legumes e faço em casa e deixo-vos uma dica !
Para quem desejar fazer este tipo de receitas diversas vezes, compensa bastante comprar o aparelho, pois já os há a um preço bem acessível, não foi o caso do meu que ainda nem havia em Portugal quando  a minha filha mo ofereceu.

Bom apetite !





Barras de coco e oleaginosas




Ingredientes

1 chávena de coco ralado
1 chávena de farinha de quinoa
2 chávenas de flocos de aveia
1/4 de chávena de manteiga de amendoim
1/4 de chávena de mel
1/4 de chávena de óleo de coco
1 chávena de frutos secos à escolha.

Levar a manteiga , o óleo e o mel ao lume até derreter. Juntar a farinha, os flocos e o coco, mexendo sempre e deixar cozinhar por uns cinco a dez minutos, adicionar os frutos secos triturados e  mexer bem até que a massa fique  homogénea.

Forrar um recipiente com papel vegetal e despejar esta mistura, pressionando bem para que fique bem compacta.
Levar ao frigorífico por umas  6 / 8 horas e cortar aos pedaços.

É normal se se soltarem pedacinhos de frutos ou da aveia, afinal estamos a fazer barrrinhas artesanais :)

Estão prontas para levar para o lanche ou comer como um snak na hora que a fome aperta :)

Bom proveito.

Óleo de coco feito em casa

    Há dias que cozinhar é para mim uma terapia então  nesses dias invento   o que fazer rsss

 Fiz óleo de coco...




...
 que ,  segundo opinião de vários especialistas em nutrição e  alguns cardiologistas, consideram ser a melhor gordura para cozinhar, dado que  aceita altas temperaturas ...   outra gordura muito boa é o azeite, contudo não deve ser sujeito a altas temperaturas.
   Isto é o que eu leio nas minhas pesquisas, pois eu sou uma simples comensal totalmente leiga !!

 Sabemos o quão está caro este óleo, então... porque não fazê-lo em casa , se nem é assim tão complicado ?

Aqui vos deixo o modo de como processo o meu. Mas para quem desejar fazer ,  aconselho que façam pesquisa de video  no youtube, pois foi assim que  eu aprendi.
Creio que apenas com fotografias e palavras não ficará tão bem explicado, contudo aqui fica a partilha.

 Comprei dois cocos que me custaram 1.70€ e com os mesmos,  além desta porção de óleo, que não é muita,  ( 100g ) mas sendo um óleo 100% natural  não convém fazer uma grande quantidade  para não correr o risco de ficar rançoso.
  Com o resíduo, fiz também um bolo, umas panquecas, barrinhas de cereais,  usei em iogurtes, cereais e ainda congelei o restante que irei acrescentar aos batidos de fruta.   Rendeu bem não ?

 Como o preparo.

1ª _  Tirar a agua do coco e parti-lo. Aqui conto com a ajuda do marininho... Mas há uma forma bem simples de o fazer. Podem levar o coco à chama, até ficar meio "chamuscado " depois dão uma martelada, literalmente ele racha facilmente.
Se alguém conhecer outro modo ainda mais simples que o partilhe aqui por favor. obrigada.


 2º Descascar o coco, separando a pele castanha,  com estas parte castanha fiz as  barinhas de cereais.













3º    Juntar no liquidificador o coco,  a agua do mesmo, e um pouco mais de  agua mineral ou filtrada. O suficiente para conseguir triturar tudo e fazer uma pasta homogénea.













4º   Escorrer o liquido para um recipiente, através de um pano  bem lavado ( existe  coadores de pano próprios, mas ainda não encontrei  onde comprar... )
Aqui ,   estamos a ordenhar a natureza para  retirar o leite da terra  :)


 Quando desejo apenas o leite o processo termina após este passo.





Sobra os resíduos  que não é nada mais nada menos que coco ralado, mas fresco e não seco, logo há que o cozinhar dentro de uns dois dias e guardá-lo  no frigorífico, ou, então congelar e usar posteriormente.









5º  Colocar o liquido obtido numa garrafa de água ou numa taça de vidro... de boca larga.. só coloquei na garrafa pois assim cortei-a no final e retirei com muita facilidade o óleo,    e colocá-la num local escuro e seco e deixar em repouso 48 horas
Eu escolho um armário de cozinha que quase nunca  mexo.













6º  Passado as 48 horas,  levar ao frigorífico por umas 6 a 8 horas.

  O  óleo irá solidificar facilitando assim a separação  do soro.
A água / soro,  tem de ser descartada pois  entrou em processo de fermentação e  segundo sei a única utilidade seria fazer vinagre de coco...

  E está feito o meu óleo de coco.










Depois é guardá-lo num frasco de vidro hermeticamente fechado. Nunca manusear o óleo, e esta dica serve também para o de compra,  com objectos metálicos, eu uso sempre  de plástico, pois dizem que oxida...



 Claro que utilizo também o óleo comercializado, mas  talvez até fosse boa ideia usar apenas este  :)

 Tem de facto muitos passos mas  considero que é um processo simples.

  Ficou a partilha :)


Tofu Panado com arroz de feijão


 Era para ser o meu almoço mas foi o meu jantar...  

Cortar o tofu marinho em tinhas  finas, temperar com sal, pimenta, alho picado, sumo de limão, salsa e coentros desidratados.
Deixar a marinar por um bom par de horas.
Depois, ou fritar me óleo bem quente, ou levar ao forno pré-aquecido e virar após estar lourinho de um lado.
Eu fritei  em óleo de coco, raramente como fritos... e acompanhei com arroz de feijão e salada de alface, tal se vê na foto.

Bom apetite.

Panquecas de Aveia e Coco

O meu pequeno almoço de hoje :)


Adaptada de uma receita Celeiro 

Ingredientes: 

100g de Flocos de aveia 
50g de coco ralado
250ml de leite de arroz
1 ovo 

Bater tudo no copo misturador, ou mesmo com a varinha magica, a fim de  reduzir os flocos da aveia. ( podem usar farinha de aveia e nesse caso basta misturar os ingredientes ) 

Levar a uma frigideira bem quente ou um utensílio próprio para crepes. 
Se necessário untar com um pouco de óleo só a primeira  confecção. 
Deitar uma concha da mistura, sacudir a frigideira para modelar a panqueca ( sendo panqueca deve ficar mais grossa que os crepes ) e quando a mesma se separar do fundo da frigideira é hora de voltar e deixar cozinhar do outro lado. 
Repetir o processo até terminar a massa, para mim deu para seis ( comi uma e congelei as outras , agora  basta retirar um tempo antes de servir e guarnecer como desejar sem ter mais trabalho ) 

Aqui, optei por rechear com uma banana em rodelas, polvilhada de canela e regada com mel 
 Mas existem imensas opções de guarnição.  manteiga de amendoim, a calda de chocolate que partilhei acima, outro tipo de fruta fresca, iogurte com sementes, queijo.. etc... 

Bom apetite :) 

Bolo vegan de Quinoa e Coco


 Esta semana fiz óleo de coco e sempre que faço as bebidas de origem vegetal ou, neste caso o óleo de coco, sobram os "resíduos " os quais nunca são desperdiçados.

 Então hoje foi dia de, panquecas ,  barritas de cereais e oleaginosas, com coco está claro e um  bolo  de coco, vegan onde não entrou nada de origem animal. Um bolo sem gluten nem lactose.
Um dia bem  guloso cá em casa, portanto   ;)

Esta receita foi adaptada de outra que vi num blog que sigo e aprecio bastante.  http://presuntovegetariano.com.br/


Ingredientes

2  chávenas de farinha de quinoa
3/4 de açúcar mascavado
1/2 chávena de óleo
1 chávena de leite de coco
1 chávena de coco ralado
1/4 de colher ( chá ) de sal
1 colher ( sopa ) de vinagre branco
Raspa de um limão
1 colher (sopa ) d fermento em pó.

Misturar todos os ingredientes , menos o fermento. Por ultimo envolver cuidadosamente o fermento.

Levar ao forno pré-aquecido a 200º  em forma untanda e polvilhada.

Como a coco utilizado foi o do resíduo,  o mesmo já não conserva tanto  sabor.  optei então por esta cobertura de cacau.

Ingredientes para a cobertura.

 1/2 chávena de leite de coco
1/2 chávena de açúcar mascavado
1/2 chávena de  cacau 100 % puro.

Se não tiverem cacau puro, usem o de 70 % e reduzem o açúcar.  Também podem utilizar mel ou stevia em vez do açúcar

Depois de cozido, reguei com um pouco desta calda e polvilhei com coco ralado.

A restante calda pode ser conservada no frigorífico e utilizada na guarnição de outras receitas, tais como,  pêra cozida coberta com chocolate, fondue de frutos, juntar ás panquecas... e por aí fora...


Massada de Cogumelos Algas e Tofu


Ingredientes

50 g de Algas wakame  e cogumelos shitake ( utilizei  uma mistura  desidratada da marca Algamar  comprei no Celeiro ) mas quaisquer tipo de cogumelos e de algas serve.
250 g de tofu marinho
1 cebola
1 dente de alho
250 ml de caldo de legumes ( no final deixo a receita do meu caldo caseiro )
Uma porção de massa búzios... utilizei cerca de 1/4 do pacote
1 molho de coentros
2 tomates maduros
Azeite
Sal e pimenta  e uma folha de louro

Preparação

Começar por hidratar a mistura de cogumelos e algas, demolhando por uns 10 a 15 minutos.
Num tacho, refogar em azeite a cebola,  o alho, a folha de louro e meio ramo de coentros picados.  Quando a cebola estiver translucida, juntar o tomate sem pele e sementes.
 Juntar o tofu cortado em cubos os cogumelos e as algas, escorridos e lavados. Deixar cozinhar por uns cinco minutos.
 Adicionar o caldo de legumes, temperar com sal e pimenta, juntar  a massa búzios e deixar cozinhar por uns sete minutos ou conformo o gosto. Eu prefiro a massa al dente.
Juntar os restantes coentros picados  e servir.

Caldo do Legumes



Num tacho refogar num pouco de azeite uma folha de louro e uma cebola. Juntar legumes a gosto, os que tiver em casa. Neste  caso, juntei cenoura, courgete, abóbora e alho francês. Adicionar algumas ervas aromáticas,  ( adicionei salva, tomilho e  salsa )   sal e pimenta. Juntar  cerca de um litro de água e deixar cozer os legumes.
Retirar a folha de louro, os talos mais fibrosos ( neste caso os da salva )  e triturar com a varinha mágica.
Obtém-se um caldo que pode ser consumido de imediato na preparação de pratos, ou ser guardado no congelador e ser utilizado previamente para aromatizar outras receitas.  Eu costumo guardá-los numas couvetes para gelo e quando preciso basta retirar na hora e juntar ao tacho.